O impossível se torna possível a partir de um 'por que não?'


O que, para quem, para que? Qual é o foco do seu dia de trabalho, da sua abordagem, conversa e apresentação? Produto ou cliente? Produto ou problema / necessidade / desejo do cliente? Presentes ou futuros?

Produtos novos, de software ou não, são desenvolvidos todos os dias, em todos os cantos do mundo. Alguns terão vida longa, outros não - e estes, transitórios serão.

Enquanto isso, o mix tradicional de marketing com base no produto, preço, lugar (place) e promoção cede lugar ao mix de solução, valor, acesso e educação. Quando o cliente quer comprar, ele quer, exige, acessa, se informa, pode e vê hoje muito mais. Mais e mais rapidamente.

E quanto mais ele é "mais", mais também podemos e precisamos ser. O impossível se torna então possível a partir de uma única e libertadora questão: "por que não?". Inovações comerciais e tecnológicas nascem e pré-conceitos / preconceitos científicos e sociais morrem exatamente assim... a partir de um "por que não?"...

Fique no entanto claro que o "por que não?" não é um passe livre para tudo, incluindo o que não é correto dizer e/ou fazer. O "por que não?" tem moral. Leva-nos além, deve ser usado para o bem.

O que, para quem, para que? Qual é o foco do seu dia, da sua abordagem, conversa e apresentação? Produto ou cliente? Produto ou problema / necessidade / desejo do cliente? Presentes ou futuros? Possível? ... ou ainda, "neste momento", impossível?

Por que não?

Comentários