Era uma vez uma família que não mais se via

---------
Este post descreve o que vi hoje de uma emotiva e belíssima campanha de marketing da EDEKA, rede alemã de supermercados. Com mais de 56 milhões de views no YouTube de novembro de 2015 para cá, este é um tremendo exemplo de sucesso de marketing digital e, ainda mais, de delicada compreensão da nossa humanidade e de profunda empatia ao se olhar através dos olhos do outro...
---------


Era uma vez uma família que não mais se via. Ano após ano, Natal após Natal, um viúvo e solitário pai idoso, aposentado, que continuava morando na casa onde seus filhos cresceram e agora tinha o tempo livre que antes não tinha, esperava pelos filhos que não mais via. 
Cartões, fotos e curtas, mas carinhosas, mensagens e ligações com desculpas pelas ausências eram o que velho pai dos filhos recebia. Triste ele se sentia. Numa mesa de Natal vazia ele sempre se via. E assim seria até mais um Natal solitário que chegaria.
                    Imagem da campanha “Heimkommen”, EDEKA (vídeo em alemão, com legenda em inglês)


A vida seguiria até uma comunicação que seus filhos receberiam … O pai deles tinha morrido! Atônitos, viram que tempo agora haveria. Fôra os trabalhos, as viagens, e as tantas outras prioridades de vida que os tinha afastado do pai, dos irmãos. Nada disso importava mais. Retornar à casa do pai, juntos, agora iriam… 
Quando ali chegaram, emocionados com a morte do pai e o tempo perdido, não acreditaram no que viram… 
Ao invés de um velório, na sala havia uma bela mesa de Natal. O pai da cozinha sairia e uma lição lhes daria com uma única pergunta: 
“De que outra forma eu poderia ter trazido todos vocês juntos?”
Com choro de alívio, sorrisos, muita conversa, brincadeiras e festa, aquele foi um Natal em família de imensa alegria! A mesa estava enfim cheia… de gente, de vida, de amor de família! Solidão não mais havia. 
Desde então, aquela família que não se via muito mais se veria… Tempo chegara de tempo não mais perder. Tempo chegara de para casa voltar…
---------
Que nossas famílias se vejam, que nossas empresas nos vejam, que juntos construamos um mundo mais acolhedor, equilibrado e feliz.

Comentários

  1. Aísa, boa noite.

    Que vídeo fantástico você publicou. Interessante que o pai senta a mesa e vendo o vazio da situação, ainda que houvessem justificativas, ele não se contenta com o fato. Assim, toma uma medida corretiva, usando de muita sabedoria e indo direto ao ponto, para que ao final sua família esteja toda reunida. " E o que pode ser mais importante do que isso!!"

    Abraços

    ResponderExcluir

Postar um comentário