Regra número 1: a verdade. Regra número 2: seguir a regra número 1.


A vendedora me explica o tanto de tempo que gasta negociando. Reuniões começam e terminam com promessas que não são cumpridas. Preços, prazos, argumentos, ofertas, descontos, campanhas, "é assim que funciona", diz ela com um suspiro. "É assim que funciona" pode ser ineficiente, errado, incoerente, inconsistente, não inteligente, penso. Estamos em turma, investigaremos isso juntos. O curso vai começar nos próximos minutos e em horas ela vai entender como deixar de ver e ser uma vendedora tradicional para ser uma engenheira de vendas de software.

Encanta-me encontrar pessoas, entender seus porquês, observar suas ações. Isso se aplica aos outros e a mim - sim, eu me encontro, entendo meus porquês e observo minhas ações. 

E embora eu viva um constante "olhar através dos olhos do outro" (que é o principal pilar da Engenharia de Vendas), minhas relações com os outros são definidas e se mantêm nas bases do que eu tenho como princípios

Como isso se dá?

Regra número 1: não minto, portanto acredito, respondo e cobro o que os outros me dizem exatamente como me dizem. Isso cria um ciclo de verdade que é ágil e produz mais resultados positivos concretos do que aquele onde há dissimulação, desconfianças e meias verdades. Honra-se a verdade e a confiança.

Regra número 2: sigo com segurança a regra número 1.

O bom exemplo é o melhor exemplo. Dar bom exemplo começa pela regra número 1.

Comentários