Atitude e agenda no último trimestre: atenção especial pelos co-responsáveis e centralizadores

Atitude e agenda. No último trimestre de um ano que todos querem recuperar, duas circunstâncias podem adiar esta recuperação. Quais? "n para 1" e "1 para n". E certamente você não entendeu o que querem dizer, mas não as esquecerá quando este texto ler.

"n para 1" é aquela circunstância em que vários decidem, agem ou adiam a ação no tratamento de um problema ou oportunidade (de venda, no nosso caso). Área, carteira de clientes ou atividade sem responsáveis específicos são típicos "n para 1". "n para 1" pode ser resultado de líderes que saíram ou de líderes que não surgiram, mas certamente gera um clima de instabilidade nos grupos. Há de haver um CPF.

"1 para n" é aquela circunstância em que vários problemas ou oportunidades são de responsabilidade de apenas uma pessoa. Áreas, projetos, carteiras de clientes ou atividades com um único responsável são típicos de '1 para n". "1 para n" pode ser resultado do tamanho da empresa (quanto menor, mais responsabilidades as pessoas têm) ou da personalidade dos gestores (perfeccionistas e centralizadores incluídos). "1 para n" também pode ser resultado de líderes que saíram ou de líderes que não surgiram.

Tanto uma quanto outra circunstância podem ser características com consequências desafiadoras, negativas - ou não, se entendidas e acompanhadas com bastante atenção. Na prática, este entendimento e esta ação se refletem na agenda de cada um. Que prioridades têm "n" e "1"? Ou seja, aquele que divide a responsabilidade com outros (n) e aquele que centraliza áreas e atividades (1), que prioridades têm? Que agenda têm? Como dividem o tempo e a atenção que têm? Com que velocidade respondem a problemas e oportunidades?  O quanto adiam o que precisam fazer hoje - ou por supor que um outro o fará (e esta é uma realidade típica de "n", o co-responsável) ou por não ter tempo para tratar a capacitação e as providências que não podem mais adiar (uma possível realidade de "1", o centralizador)?

Comentários