Serve-se ao cliente ou à concorrência?

Servir é estar a serviço, prestar assistência, cumprir deveres ou funções. Serve-se ao cliente e se é servido quando se é cliente.

A concorrência faz parte do serviço? Não. O foco do servir é direto no cliente. Quanto mais se conhece o cliente e as suas necessidades específicas e prioritárias, maior a chance de melhor servir - concorrência existindo ou não.

Precisamos conhecer a concorrência? Sim. A preparação para bem servir o cliente envolve o estudo comparativo entre as opções do cliente - você versus seus concorrentes.

Melhor não ter concorrência? Sim. Quanto mais unicamente posicionado e diferenciado você e a sua oferta estiverem em relação ao que é relevante para o cliente, melhor será. A inteligência na definição do público-alvo e do posicionamento são essenciais para a venda.

A concorrência é brutal? Reposicione-se, diferencie-se. Veja seu contexto com base em fatos e resultados, faça pesquisas. Não se deixe levar pela emoção, pelo atropelo (desespero?) ou pelo improviso (desconto, de novo?). Se o cliente já está sendo bem servido, ache rapidamente quem não está. Reveja sua definição de público-alvo e seu posicionamento, refaça sua prospecção.

Serve-se ao cliente. E não à concorrência. O atraso e a ineficiência na venda servem à concorrência - e não ao cliente.

Comentários