No mesmo ponto em que estava, ele já não está mais...

Há horas em que a dúvida é positiva. Quando falta tempo ou quando falta clareza, a dúvida desacelera quem, para seguir, deve mais se preparar e refletir.

Há horas em que a dúvida é negativa. Quando ela insegurança traz a quem é seguro, quando desconfiança nasce entre quem é confiável, quando teste se torna para o que já está testado, quando adia-se o inadiável.

Duvidar ou não, desacelerar ou não, parar ou não, seguir ou não, adiar ou não. Muitos são os caminhos para um mesmo destino. Não importa se a resposta é um sim ou um não, o seguir já está acontecendo.

No mesmo ponto em que estava antes, ele (você, eu, quem for) já não está mais... nem a questão que ele precisa resolver...

Comentários