Trabalhando para o "nosso" objetivo maior

Cada um começa a manhã da segunda-feira já pensando no trabalho mais importante e prioritário a fazer. O ranking está, consciente ou inconscientemente, estabelecido - individualmente estabelecido ou, por intervenção da chefia, grupalmente estabelecido.

Mas, mesmo quando há a intervenção da chefia, o indivíduo tende a ser fiel ao que ele acha que lhe deve ser prioritário e seu tempo é gasto de acordo com esta sua convicção. A não ser que ele tenha como convicção a necessidade de trabalhar para um objetivo comum (do grupo ou da empresa), dividido ele poderá estar - e somar ao grupo não completamente poderá...

Mas, se o indivíduo (você, ele, ela, eu, cada um de nós) enxergar um link claro entre os objetivos específicos das suas atividades com as atividades dos outros e com o objetivo maior da empresa, este problema não haverá.

Quando não existe confronto, quando não existe dúvida, quando não existe precipitação, quando não existe falta de orientação, quando não existe incoerência, quando não existe desconfiança, quando não existe inconsistência, quando não existe indecisão, quando, ao contrário, existe compartilhamento e consciência, o indivíduo saberá como cada ação sua, aliada e relacionada ao conjunto de ações de cada um em cada área da organização, poderá levar a sua empresa à realização do seu propósito maior.

Quando cada um vê e contribui positivamente para a relação que há entre ele e cada um dos outros que trabalham na mesma empresa, mais perto todos poderão chegar do sucesso consistente e contagiante que querem ter! 

Comentários