Atuar no mercado de forma agressiva leva a vendedores agressivos?

O que se fala internamente na empresa fica na mente do vendedor. Se é assim, podemos dizer que o discurso diário de atuar no mercado de forma agressiva leva a vendedores agressivos?

Agressivo é aquele que agride, hostiliza, envolve, provoca... Como esta agressividade vai se expressar no vendedor? Como cada vendedor vai entender a mensagem recebida? Como cada vendedor vai agir a partir do seu próprio entendimento desta mensagem?

O discurso inconsequente usado no jargão da venda tradicional pode levar a consequências inesperadas e esperadas. O vendedor que traduzir agressividade como forçação de barra, impetuosidade e precipitação pode perder a noção do limite de tempo, condições e esforço. O dano no relacionamento com cada cliente que se sentir incomodado com a sua atuação pode ser irreversível. Já o vendedor que traduzir agressividade como tenacidade terá incluído por conta própria a qualidade da dedicação e das horas extras de trabalho na fórmula de atendimento ao cliente. O problema é a chance larga para a interpretação da palavra, do conselho, da orientação, além da própria semântica da palavra trazer em si características predominantemente negativas. O cuidado se faz necessário porque o que é falado é internalizado - e se transforma em sentimento e ação...

Toda mensagem, seja interna ou externa, deve ser clara, concreta e importante para o público-alvo. Nossa primeira venda é para o público interno, comentei isso aqui. Ser claro e concreto ao falar o que é importante para quem nos ouve é fundamental para aumentar a inteligência coletiva que, em consequência, ativa a ação.

O uso de frases feitas que visam impactar o estado emocional do vendedor é contraproducente. Quanto menos ele pensar nele próprio e mais ele entender do que vende, do para que vende e do para quem vende - conhecendo o cliente, sua realidade, problemas, necessidades, desejos e desafios -, mais confiável e mais acesso ele terá a quem decide. O que queremos não é atuar no mercado de forma agressiva (ponha-se no lugar do cliente e ouça esta afirmação... como ela lhe soa? bem? ou autocentrada no vendedor e incômoda a quem é cliente?). O que queremos é atuar no mercado de forma dedicada e maximamente inteligente (ponha-se novamente no lugar do cliente e ouça agora esta afirmação... percebe a diferença?...).

PS: Declarar que atua no mercado de forma agressiva em matéria pública segue o mesmo raciocínio. Não faça. Como seu cliente real e potencial se sentirá ao ler algo assim? Como ele lidará com você depois que leu algo assim? Olhe através dos olhos dos clientes...

Comentários