O medo aumenta o medo

E leio uma frase compartilhada por Francisco Cunha e a frase me faz parar...

"O medo aumenta o perigo e diminui os homens."
(Alberto da Cunha Melo, poeta pernambucano)

Que medo é esse que diminui o homem? Que medo é esse que paraliza o homem? Que medo é esse que envergonha o homem? Que medo é esse que angustia o peito do homem?

Que medo é esse que faz o homem ferir o outro? Que medo é esse que diminui a compaixão de um pelo outro? Que medo é esse que tira a confiança, mina a empatia e cria distância e mais ignorância?

Que medo é esse que pressiona... e pressiona... e pressiona... até que explode o homem que sente o medo?!

(silêncio)

E o medo, aquele que aumenta o perigo e diminui os homens, com medo fica do homem que, ao se ver explodido de medo, renasce, acorda e segue... sem medo...

Comentários

  1. Gratidão, Fábio. Vários me perguntam de onde tiro inspiração para escrever o que escrevo. Vem da alma. Vem do que vivo e do que vejo e sinto os outros viverem. Escrever me salva.

    ResponderExcluir

Postar um comentário