Levanta sem olhar para trás

Cai, levanta, cai, levanta, cai, levanta. Não olha para trás. Não espera pela frente. Que exemplo de persistência é uma criança aprendendo a andar!

Quanto dessa tenacidade preservamos? E quanto mais sofremos por pensamentos e palavras carregadas de culpa que tentam explicar as quedas que damos? Tão mais simples seria simplesmente levantar novamente...

Crianças são exemplos. Aprendem conosco? Sim, mas não só. O aprendizado é de mão-dupla.

Comentários