Uma palavra evita o desamparo

Gosto de facilitar a vida dos meus clientes e compartilho com eles o que acontecerá, os passos a tomar e os resultados que poderemos esperar. Este adiantamento do que está vindo cria uma relação de confiança e tranquilidade que muito prezo.

Isto acontece porque faço com os outros o que gostaria que os outros fizessem comigo. Como cliente, espero a proatividade dos meus fornecedores. Como cliente, prefiro que eles me adiantem o que será feito para otimizar os recursos, aproveitar as oportunidades e corrigir os problemas que temos. Como cliente, quero me sentir confiante e amparada.

O que nos leva a perguntas importantes:
- quantas vezes seu cliente ficou sem saber o próximo passo a tomar?
- quantas vezes seu cliente ficou à espera de uma resposta, de uma ligação e de um e-mail seu?
- e por que você não entrou em contato ao sinal de dúvida, indecisão ou alarme do cliente?

Será que esta é uma questão de prioridade, tempo, estrutura ou atenção? Será que o problema urgente do cliente é minimizado e postergado, escondido no seu log de pendências? O quanto de proatividade você emprega no seu dia-a-dia para concretamente facilitar a vida, a compra e a manutenção dos seus clientes?

O amparo ou o desamparo dos seus clientes dependem de você. São tantos os imprevistos que nos acontecem que quanto mais organizados, preparados e proativos formos melhor será para eles - e para nós também.

Quer agir nisso já? Boa! Comece pelo que está em aberto no seu inbox...

Comentários