O que é mais importante para você: a crítica ou o aprendizado?

Crítico ou aprendiz? Com que olhos você observa sua vida? Com que olhos você se relaciona com o mundo?

Perguntinha simples esta, mas tão importante. A crítica é pesada, o aprendizado é leve. A crítica deprime, o aprendizado entusiasma. A crítica afasta, o aprendizado aproxima. Viver é muito mais fácil aprendendo do que criticando.

O aprendiz em essência não é crítico e até a crítica que lhe é dirigida é percebida como positiva, já que lhe permite parar, observar e ter "mais aprendizado".

O crítico em essência não é aprendiz e até o aprendizado que lhe permitiria crescer e progredir é causa para "mais crítica".

Não importa a situação, cada um é tomado pela sua essência. No sucesso e no insucesso, nos tempos de glória e nos tempos de derrota, o aprendiz procura o aprendizado, vê oportunidade no risco. O crítico levanta logo o dedo da culpa e procura por responsáveis, outros que não ele. Míope, vê apenas mais riscos.

Toda atividade profissional sofre reflexos da nossa essência, crítica ou aprendiz. Venda de software, a nossa? Claro, também! Que comprador quer lidar com um vendedor que critica compulsivamente, não ouve e nem está "realmente" interessado em ajudar o cliente a resolver os seus problemas? Por outro lado, que comprador não quer lidar com um vendedor atento, curioso, que ouve e aprende sempre mais sobre seu contexto e realidade para poder ajudá-lo significativamente mais?

Comentários