Reclamam muito com você?

Qual é o seu nível de paciência com reclamações? Alto, médio ou baixo?

Pergunta difícil esta, não? Por várias razões...
- seu “alto, médio ou baixo”poderá não corresponder ao meu (e de outras pessoas) “alto, médio ou baixo”;
- paciência e impaciência são extremos duais e transitamos continuamente entre eles. Num mesmo dia, pacientes e impacientes podemos estar;
- a índole de cada um ajuda ou desajuda. Pessoas naturalmente calmas ou genuinamente alegres são mais pacientes. Repassam aos outros o que têm em si;
- a história de vida de cada um também ajuda ou desajuda. Pessoas com um histórico de reclamações não digeridas, não aceitas e não entendidas desde a infância são mais impacientes. Repassam aos outros o que não aceitam do que receberam de seus pais, irmãos, amigos, professores, conhecidos, etc.;
- o momento de cada um também ajuda ou desajuda. Quando tudo está bem, cresce a paciência. Quando o caos começa a se instalar, cresce a impaciência. Quando tudo está definitivamente errado, a impaciência entende que só com paciência haverá uma chance para o restabelecimento da boa normalidade.

Trabalhando com clientes e metas, estamos continuamente lidando com a possibilidade de elogios e  reclamações e transitando entre paciência e impaciência.

Há anos adoto um princípio: o que eu não gosto nos outros, mudo em mim. Não reclamo, demonstro. Não me gabo, mostro. Ainda assim erro e peço perdão quando erro, assim que erro.

Demonstrar, mostrar e pedir perdão é ter paciência.

Reclamar, se gabar e errar é ter impaciência.

No final das contas, o conteúdo da reclamação é que é importante. É o que deve ser tratado e resolvido com paciência. O formato da reclamação não é importante. Mas é exatamente o formato de uma reclamação o que mais impacienta quem a ouve. Se a reclamação vem de alguém paciente, é mais aceita. Se vem de alguém impaciente, é menos aceita.

É apenas quando o reclamado se esquece do formato e se concentra no conteúdo da reclamação que ele pode chegar à solução... independentemente da impaciência do reclamador...

Comentários