Cliente precisa de certezas

Firmes na descontinuação de versões antigas, mas não nas condições comerciais? Como pode?

Ok, vou explicar melhor.

Como bem sabemos, e esta é a nossa vida, é comum o lançamento de novas versões de software que incluem novos desenvolvimentos, funcionalidades e correções. Com o lançamento de novas versões, é também comum a descontinuação das versões mais antigas. Se foi desenvolvida nova versão, mais segura e com melhor desempenho, é natural que o desenvolvedor prefira que os seus clientes façam a migração e definam datas-limite para isso (e aqui não vamos entrar nas condições da migração, bem-aceitas que sejam ou não pelos clientes..).

Mas a mesma firmeza encontrada no versionamento não é facilmente encontrada nas condições comerciais.. Por que?

Quando a empresa de software não tem uma lista / formação de preços clara, quando ela abre mais exceções do que segue qualquer regra pré-definida, quando a negociação se torna o mais extenso período de atividade no processo da venda, quando o cliente comanda a definição do preço, quando o vendedor não entende o valor do que vende, quando a pressão para vender é maior do que a necessidade da compra pelo cliente... Nessas horas o preço desaba.. Nessas horas desaba também a credibilidade daqueles que estão envolvidos numa constante redefinição do que falam...

Confiança entre cliente e vendedor? Também desaba...

Comentários