Por medo de ver o medo, fechamos os nossos olhos...

Por medo de perder o cliente, blefamos. Por medo de frustrar o chefe, encobrimos. Por medo de ver o medo, fechamos os nossos olhos...

Medo é a principal causa de erros. Muitas vezes ele se esconde atrás de falta de preparo (medo de perceber que não estamos preparados?), atrás da falta de discernimento (medo de entender que não discernimos?), mas inevitavelmente ele aparece assim que começamos a examinar as origens dos erros..

Assumir os medos é o primeiro passo. Olhá-los de frente, concretamente, é o segundo. Para libertar-se deles, encare-os, enfrente-os, prepare-se para o momento em que, querendo você ou não, estará frente a frente com eles. Solte seus medos.. Se sua mente está liberta, poderá vê-los como são - e não como aparentam ser pela lente de aumento das nossas emoções, crenças e dogmas..

Nenhum medo é grande demais para você. Você o encontrará, sofrerá (um pouco ou muito), mas, passado um tempo, o vencerá. E quanta liberdade esta vitória lhe trará!

Comentários