Por que? Para que? Para quem? Por que eu?

Por que? Para que? Para quem? Por que eu? Você faz essas perguntas quando pensa no seu propósito, no seu trabalho, na sua empresa, no seu produto, no seu projeto, na sua vida?

O "por que" é a base e a razão de tudo. Por que fazemos o que fazemos? Por que temos o propósito A ou B, por que passamos centenas/milhares/milhões de horas trabalhando, por que investimos em nossas empresas, por que desenvolvemos os nossos produtos, por que, por que, por que? Um objetivo, um desejo, uma necessidade, um sonho ou um problema respondem a cada "por que" nosso. Quanto maior o por que, tanto mais dedicados estaremos.

O "para que" é o potencial que temos de transformar o "por que" em realidade. O para que é o objetivo do objetivo, o desejo do desejo, a necessidade da necessidade, o sonho do sonho, o problema do problema. Para que nos dedicamos ao por que? Onde queremos chegar com o por que?

O "para quem" é a identificação dos maiores beneficiados do que fazemos, o público que temos como alvo. Para quem nos dedicaremos? Por que para eles? Por que não para outros?

O "por que eu" enxerga a possibilidade real do nosso diferencial. Por que eu tenho a chance de fazer C ou D para quem definí como alvo? Por que outros não têm a mesma chance ou, se a têm, por que, ainda assim, temos nós "mais" chances?

Parece uma charada? Não é.. O por que, para que, para quem e por que eu são perguntas cujas respostas concretas podem nos antecipar o quanto seremos bem sucedidos nas nossas vendas...

Comentários