TI Maior prioriza software verticalizado

Prioridade para segmentos onde o Brasil é globalmente competitivo 
Sexta passada, o Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação 2012-2015 - TI Maior foi lançado no Porto Digital, no Recife, com a presença de 2 Ministros de C,T&I.

O programa tem 5 pilares (desenvolvimento econômico e social, posicionamento internacional, inovação e empreendedorismo, produção científica, tecnológica e de inovação, e competitividade) e 5 sub-programas (ecossistemas digitais, certificação de produtos, capacitação de pessoal, hubs internacionais e atração de centros de P,D&I), mas é no sub-programa "ecossistemas digitais" que ele se mostra inovador do ponto de vista "da venda". Por que? Porque insere a "priorização de nichos" e a "afinidade com a cultura de negócios de mercados-chave" na priorização de investimentos em software, em sintonia total com o orientação de "verticalização no posicionamento" da Engenharia de Vendas!

Que segmentos terão prioridade no Programa? 
- aeroespacial
- agricultura e meio ambiente
- defesa e segurança cibernéticas
- educação
- energia
- eventos esportivos
- finanças
- mineração
- petróleo e gás
- saúde
- telecomunicações

Tecnologias estratégicas também terão prioridade. Quais?
- computação avançada de alto desempenho (HPC, supercomputação)
- computação em nuvem
- mobilidade, Internet e jogos digitais (games)
- software livre

Onde se investe, há retorno. "Nas décadas de 60 e 70, o governo financiou intercâmbios estudantis nas áreas de exploração petrolífera, pesquisa agrícola e engenharia de aeronaves - 3 campos em que, não por coincidência, o Brasil é hoje líder mundial." (Fonte: Veja, 29/8/12)

Comentários